África do Sul
Angola
Argélia
Benin
Botswana
Burkina Faso
Burundi
Cabo Verde
Camarões
Chade
Comoros
Congo
Costa do Marfim
Djibut
Eritreia
Gabão
Gambia
Gana
Guiné
Guiné Bissau
Guiné Equatorial
Lesoto
Libéria
Líbia
Madagascar
Malawi
Mali
Marrocos
Maurícias
Mauritânia
Moçambique
Namíbia
Niger
Nigéria
Quenia
R. Centro Africana
R. Democrática do
Congo
Ruanda
Saara Ocidental
São Tomé e Príncipe
Senegal
Serra Leoa
Seychelles
Somália
Sudão
Swazilandia
Tanzania
Togo
Tunísia
Uganda
Zâmbia
Zimbabwe



Guiné Bissau



A Guiné-Bissau, com 36 125 km² de superfície, situa-se na Costa Ocidental de África, estendendo-se, no litoral, desde o Cabo Roxo até à ponta Cagete. Tem fronteira, a norte, com o Senegal, a este e sudeste com a Guiné e a sul e oeste com o Oceano Atlântico. Além do território continental, o país integra ainda cerca de 40 ilhas que constituem o arquipélago dos Bijagós, separado do Continente pelos canais do Geba, Pedro Álvares, Bolama e Canhabaque.

População: 1.200.000 habitantes. Geografia O país estende-se por área de baixa altitude, seu ponto mais elevado está a 300 metros (acima do nível do mar). O interior é formado por savanas, e a costa por planície pantanosa. O período de chuvas alterna-se com outro de seca, com ventos quentes vindos do deserto do Saara. O arquipélago de Bijagós situa-se ao longo da costa.

Descrição Geográfica da Guiné-Bissau:

Localização:

Na costa ocidental da África, limitada pelo Oceano Atlântico, entre a Guiné Equatorial, ao sul e o Senegal, ao norte.

Coordenadas Geográficas: 12°00' N 15°00' O

Área:

•Total: 36,120 km² •Terra: 28,000 km² •Água: 8,120 km²

Comparativo de área: um pouco menor que o estado do Rio de Janeiro (Brasil).

Fronteiras terrestres:

•Total: 724 km •Países limítrofes: Guiné-Conakry: 386 km, Senegal: 338 km, Costa do Marfim: 350 km.

Clima:

Tropical, normalmente quente e úmido; estação chuvosa (do tipo mansônica, de junho a novembro) com ventos sudoestes; estação seca (de dezembro a maio), com ventos noroestes do tipo harmattan (secos vindos do deserto do Sahara).

Terreno:

Em geral planícies que se elevam para savanas a leste.

Elevações extremas: •Ponto mais baixo: Oceano Atlântico (0 m) •Ponto mais alto: Ponto nordeste do país (300 m)

Recursos Naturais: Peixe, madeira, fosfatos, bauxita, depósitos ainda não prospectados de petróleo.

Uso da terra:

•Terra arável: 11% •Plantações permantes: 1% •Pastos permanentes: 38% •Florestas e bosques: 38% •Outros: 12% (estimativa de 1993)

Terra irrigada: 17 km² (estimativa de 1993)

Problemas naturais: Névoa quente, seca e empoeirada, vinda do deserto, que reduz a visibilidade durante a época seca. O fenômeno é conhecido localmente como bruma seca. Queimadas.

Problemas ambientais: Desmatamento; erosão do solo; overgrazing; pesca predatória; pastagem nociva ao solo.

Economia Guiné-Bissau está entre as nações menos desenvolvidas do globo e entre os 20 mais pobres países, e depende fortemente da agricultura e da pesca. O preço das castanhas de caju aumentaram invejavelmente em anos recentes, e hoje o país encontra-se em sexto na produção mundial do produto. A Guiné-Bissau exporta peixe e frutos do mar junto com amendoim, sementes de palma e madeira. Licenças para pesca provém o governo com receita. Arroz é o cereal mais produzido e comida típica.

Lutas intermitentes entre tropas revolucionárias apoiadas por Senegal e a junta militar que controlava o país destruiu grande parte da infraestrutura do país e causou danos a todas as partes do país em 1998; a guerra civil derrubou o PIB em 28% naquele ano, com uma recuperação parcial em 1999. A produção agrícola caiu algo em torno de17% durante o conflito, assim como a produção de castanhas de caju caíram até 30%. Piorando a situação, no ano 2000 o preço das castanhas caíram em 50% no mercado internacional, aumentando a devastação começada com a guerra civil.

Antes da guerra, as reformas mais bem-sucedidas do governo foram a reforma comercial e a liberalização dos preços, tudo sob a tutela do FMI (Fundo Monetário Internacional). A austeridade fiscal e o incentivo ao desenvolvimento do setor privado deram novo fôlego à economia. Após a guerra civil, as medidas de recuperação lançadas pelo governo (novamente com a ajuda do FMI e também do Banco Mundial) trouxeram alento à debilitada economia e recuperaram o PIB em 8% em 1999. Em dezembro de 2000 a Guiné-Bissau tentou uma ajuda internacional de de U$800 milhões para a estratégia de redução da pobreza, que deverá ser colocado em prática em 2002. O país só começará a receber boa parte da quantia quando responder a necessidades básicas da população, condições para o empréstimo.

Devido aos altos custos, a prospecção de petróleo e de fosfato e outros recursos minerais não são objetivos de curto-prazo. O país produz atualmente 400,000 mil barris de petróleo por dia. Por causa dos cursos altos, o desenvolvimento de petróleo, fosfato e outras fontes minerais não tem perspectiva a curto prazo. São produzidos 400.000 barris de petróleo por dia.

PIB: Paridade de Poder aquisitivo - $1.1 billion (1999 est.) PIB: Taxa de crescimento real: 9.5% (1999) PIB: Per capita: Paridade de Poder aquisitivo- $900 (1999) PIB: Por setor: agricultura: 54% indústria: 11% serviços: 35% (1996) População abaixo da linha de pobreza: 50% (1991) Poder de consumo das classes: 10% mais pobre: 0.5% 10% mais rica: 42.4% (1991) Inflação (preços ao consumidor): 5.5% (1999) Força de trabalho: 480,000 Força de trabalho - por ocupação: agricultura 78% Indústrias: processamento de produtos agrícolas, bebidas. Crescimento da produção industrial: 2.6% (1997) Eletricidade - produção: 40 GWh (1998) Eletricidade - production por fonte: Combustível fóssil: 100% hidroelétrica: 0% nuclear: 0% Outro: 0% (1998) Eletricidade - consumo: 37 GWh (1998) Eletricidade - exportação: 0 Wh (1998) Eletricidade - importação: 0 Wh (1998) Agricultura - produtos: arroz, farinha, feijão, tapioca, castanhas de caju, amendoim, sementes de palma, algodão; madeira; pescado. Exportação: $26.8 milhões (1998) Importações: $22.9 milhões (1998) Parceiros comerciais: Portugal , França , Senegal , Países Baixos (1997) Dívida Externa: $921 milhões (1997 est.) Ajuda internacional: $115.4 milhões (1995)

Demografia A população da Guiné Bissau é etnicamente diversa com línguas distintas, costumes e estruturas sociais. A maioria das pessoas vive como fazendeiros, com crendices tradicionais; 45% é muçulmana, principalmente falantes de Fula e Mandinka, concentrados no norte e no nordeste. Outros grupos importantes são os Balanta e Papel, que vivem na costa sul, e os Manjaco e os Mancanha, que ocupam o centro e o norte (nas regiões costeiras).

População: 1,285,715 (estimativas de julho de 2000) Estrutura etária: 0-14 anos: 42% (homens: 271,100; mulheres 272,304) 15-64 anos: 55% (homens 335,150; mulheres 370,667) 65 anos e mais: 3% (homens 16,574; mulheres 19,920) (estimativas de 2000) Taxa de crescimento da população: 2.4% (estimativas de 2000) Taxa de nascimentos: 39.63 nascimentos/1,000 habitantes (2000) Taxa de mortalidade: 15.62 mortes/1,000 habitantes (2000) Taxa de migração: 0 migrantes/1,000 habitantes (2000) Porcentagem homens/mulheres: ao nascer:' 1.03 homens/mulheres com menos de 15 anos: 1 homem/mulher 15-64 anos: 0.9 homens/mulheres 65 anos e mais: 0.83 homens/mulheres total da população: 0.94 homens/mulheres (2000) Taxa de mortalidade infantil: 112,25 mortes/1,000 nascimentos (2000) Expectativa de vida ao nascer: Total da população: 49.04 anos Homem: 46.77 anos Mulher: 51.37 anos (2000) Taxa de natalidade: 5.27 crianças por mulher (2000) Grupos etnicos: Africano 99% (Balanta 30%, Fula 20%, Manjaca 14%, Mandinga 13%, Papel 7%), Europeus e Mulatos: menos que 1% Religiões: crenças indígenas 50%, muçulmana 45%, cristianismo 5% Línguas: Português (oficial), Crioulo, línguas africanas Taxa de alfabetização: definição: 15 anos ou mais que consiga escrever e ler Total da população: 53.9% Homem: 67.1% Mulher: 40.7% (1997 Língua oficial Português Capital Bissau Presidente João Bernardo Vieira ¹ Primeiro-ministro Aristides Gomes ² Área - Total - % água 133º maior 36.120 km² 12% / Desprezível População - Total (2002) - Densidade 147º mais populoso 1.345.479 48/km²

Independência - Declarada - Reconhecida (de Portugal) 24 de Setembro de 1973 10 de Setembro de 1974

Moeda Franco CFA Fuso horário UTC Hino nacional Esta é a Nossa Pátria Bem Amada Código Internet .gw Código telefónico 245 (1) Desde 1 de Outubro de 2005 (2) Desde 2 de Novembro de 2005